English readers and other languages: Many posts are in portuguese, you can use the Translate button at left side.

Clique nas imagens dos artigos! Elas levam você para o site do artista que a criou e muitas
vezes tem assuntos relacionados ou outras imagens para expandir seus horizontes!
Mostrar mensagens com a etiqueta . Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta . Mostrar todas as mensagens

quinta-feira, 27 de junho de 2019

Desanimo e vazios na busca espiritual e a noite escura da alma

The Dark Night of the Soul
Art by Michael C Hayes - USA


Uma pessoa pegunta num forum de debates ocultistas:


"Vocês já sofreram com um vazio existencial no ramo do ocultismo e da magia, onde não veem mais sentido em meditar, fazer rituais e praticar a espiritualidade? Como saíram disso?"


Existem realmente épocas em que o estudante pode sentir-se desanimado, sem interesse, etc. por várias razões.
É normal e se for mesmo o caminho da pessoa, isso vai passar.


Vamos começar pela parte mais simples.

A primeira razão é o simples alternar de energia que sentimos até ao longo de um único dia.
No andamento normal, todos nós temos altos e baixos ao longo da nossa vida, temos ciclos de humor, sendo alguns de umas horas ou até dias.
Quando estamos com nossa energia elevada, estamos mais dispostos e entusiasmados.
Mas ocorrem momentos que podem nos afetar mais, seja pela carga de trabalho no seu emprego, algum conflito pessoal, uma mudança hormonal como o ciclo feminino, etc.
Quando nossa energia está baixa seja por qualquer motivo, as vezes é apenas preciso contar com uma estratégia ensinada desde os mais remotos tempos que é a disciplina.
Ter uma disciplina para o estudante do ocultismo e espiritualidade é necessário para assegurar um certo ritmo e constância nas suas práticas tanto quanto para qualquer um que pretenda melhorar em qualquer atividade da vida, seja um universitário, um atleta, um lavrador, etc.
A disciplina é o aspecto mecânico, como uma máquina colocada em movimento que continua a andar e nos empurrar para frente.
Quando estamos com alta energia, executamos a disciplina tranquilamente pois já estamos energizados.
Porém, quando nossa energia está baixa, a disciplina por si só vai ajudar pois ao tornar-se um hábito, ela nos empurra a fazer a prática mesmo que não estejamos muito dispostos.
É o caso típico quando temos preguiça de levantar de manhã cedo porque está mais frio, ou seu time preferido perdeu a partida, ou teve uma discussão no trabalho ou qualquer outra razão até bem mundana. São as várias distrações que ocorrem e são um dos primeiros desafios que o estudante precisa aprender a dominar que é não ser dominado pelos seus baixos instintos e emoções.
Como resultado, ao realizar a prática a pessoa aumenta de novo sua energia e com isto supera-se aquela fase até no mesmo dia conforme o caso.
Com o tempo, isto vai fortalecer o domínio dos corpos baixos e também a força de vontade do indivíduo que aprende a reconhecer prioridades em sua vida e quando algo é de maior importância ou não.


Já uma segunda razão é pelo próprio resultado do trabalho que está sendo realizado.
Mesmo com uma disciplina sólida, o estudante depara-se com este vazio.
A pessoa pratica já de forma mecânica, por causa da disciplina, mas não percebe mais nada no caminho. Só enxerga um vazio.
Literalmente por maior que seja seu aprendizado, mesmo que esteja tendo ótimos resultados nas suas práticas, ocorrem momentos em que nos perguntamos “para que tudo isto? ”
A disciplina continua a tentar nos empurrar para frente, mas nada daquilo faz sentido. Temos conhecimento adquirido, mas mesmo este é questionado quanto ao seu propósito.
Então chegamos a pontos em que é necessário realmente apenas parar, descansar corpo e espírito.
É normal até ocorrer um período de certo conflito pois cobramos de nós mesmos por que gastamos tanto tempo e recursos até então.
As vezes a sensação é de que literalmente pensamos que “chega disto! ”
Digamos então que é o momento para umas “férias espirituais”.
As vezes também são as pequenas ou grandes encruzilhadas no caminho que muitas vezes nem são percebidas como o momento de fazer uma escolha.
Daí a necessidade de fazer uma parada, descansar e até deixar o assunto de lado.

Porém isso vai ter seu tempo também. Mesmo sem nada fazer, a planta continua a crescer, a semente brota na terra, o rio continua correndo.

E quando for a hora, se este for seu caminho, algo acontece e rapidamente nos vemos chamados de novo a continuar na caminhada.
As vezes já seguindo noutra direção, por isso citei que as vezes são encruzilhadas, momentos de alguma mudança de caminho.
Porém isso não quer dizer que a pessoa vá se afastar da linha que estava praticando. Apenas vai perceber que tem outras maneiras de continuar naquele trabalho. Ou novas metas, novas idéias.
A área ocultista é extremamente vasta, ninguém consegue aprender tudo numa vida. E descobrimos novos aspectos, novas maneiras de lidar, outros estudos que antes não conhecíamos.
E a motivação ressurge renovada.
É um período que varia muito de uma pessoa para outra e também de acordo com cada situação. Podem ser uns poucos dias ou até anos. Mas se realmente for seu caminho, a energia que está seguindo vai de alguma forma voltar a te chamar.


Em terceiro, uma situação que tem a ver com os limites que a pessoa quer alcançar na vida, os limites que sua própria evolução de tantas encarnações lhe permite ou apenas, os limites que seu próprio desejo de crescer lhe impõe, que é a falta de uma vontade maior ou até acomodação.
Seja como for, a pessoa chegou no seu limite de evolução nesta vida.
Eu tenho minha opinião pessoal sobre reencarnação então creio que teremos muitas vidas, aprendendo um pouco mais a cada vez.

Para algumas pessoas, o interesse pelo oculto é uma fase.
Em geral são as pessoas que até tem uma certa curiosidade mística, acendem um incenso de vez em quando, colocam uns cristais para enfeitar a sala, leem alguns livros de alguns autores mais conhecidos, fazem alguma aula de Yoga ou uma meditação eventual, mas ainda assim algumas coisas já levarão para suas vidas. Pelo menos reconhecem que existe algo maior.

Para outras pessoas, estas fases podem ser até um pouco mais longas e ter diversos degraus de aprendizado um pouco mais formais até que a pessoa tem sua curiosidade satisfeita e apesar de que os bons aprendizados poderão ser utilizados doravante por toda vida, sem um interesse por uma evolução maior.
Alguém comentou sobre isso nos anos 90 e tenho que reconhecer que muitos destes, apenas buscam um equilíbrio na sua vida pessoal. Assim, participam de atividades e grupos de estudos até que consigam um casamento ou uma certa estabilidade na sua profissão.
Mas no geral, apenas estão buscando o mínimo da vida mundana, uma casa, família, uma linha de trabalho e até uma renda para sua velhice.

Outras pessoas poderão atingir um determinado degrau de aprendizado e se especializar nele sem interesse em ir mais além.
Poderão ser bons professores de Yoga, sacerdotes de alguma religião, ter alguma capacidade em magia, Reiki, PNL ou alguma outra área. Serão bons profissionais, mas com um desenvolvimento espiritual limitado apesar de ainda serem muito capacitados a ajudar tantos outros que nem isso fizeram.
Existem ótimos praticantes nas diversas áreas que são um perfeito exemplo disto, mesmo com trabalhos muito sólidos, eles chegaram no seu limite e apenas estão adicionando mais e mais detalhes sobre a mesma coisa.

Por favor, entenda que eu faço questão de afirmar que tantos destes são ótimos praticantes, fizeram um trabalho muito sólido e vão ajudar demais as pessoas, famílias e empresas com seu aprendizado pois mesmo tendo feito alguns passos à frente, estarão milhões de quilômetros à frente de tantos outros que precisam aprender e serão bons guias para estas pessoas.

E todos vão sofrer destas fases de vida quando as coisas deixam de fazer sentido e precisarão uma necessária parada, para descanso ou autoquestionamento.
E sim, tenho clientes entre tantos destes. Sejam terapeutas, sacerdotes de religião, magistas. Mas cada um terá seu próprio estágio no caminho.



Assim, para todos os níveis de aprendizado, realmente será necessária uma disciplina.
Tantas vezes poderemos ter momentos de desânimo e a disciplina vai nos ajudar a superar isto.
Noutros momentos serão nossas escolhas e desejo de ir mais além que limitarão o quanto mais queremos ir além.

Não são todos que querem alcançar as estrelas.
E muito menos nem todos querem se arriscar a escalar montanhas com o risco da própria vida.
Aliás, muitos não se arriscam nem a caminhar do outro lado da rua por medo se perder no caminho até a padaria. Risos....

Mas todos terão seu momento, suas escolhas.



E por último, um outro aspecto, que tantas vezes vejo ser citado, mas poucos sabem do que realmente se trata:

A Grande Noite Escura da Alma.

Por muito tempo estou devendo aos leitores comentar mais a respeito.
Isto precisa um outro artigo a respeito, por favor me solicitem, tenho mais o que falar. Mas vamos aos básicos.
Muitos praticantes dos estudos espiritualistas e do ocultismo confundem fases difíceis na sua vida espiritual, como este vazio existencial citado ao início, até a depressão e problemas pessoais extremos com o que é chamado de “Grande Noite Escura da Alma”.
Os estudantes das artes do ocultismo e da espiritualidade vão ter várias vezes estes momentos quando serão desafiados a atravessar a mais negra das trevas.
Lamento dizer para os que estão iniciando, em geral vocês vão demorar muito até chegar a isto, mas não será apenas uma vez. Porém quando chegar não temam se a sua fé for verdadeira.
A ampla maioria dos praticantes do ocultismo e espiritualidade na verdade jamais vai enfrentar um verdadeiro momento destes.
Na prática eu observo que 99% das pessoas que praticam ocultismo ou espiritualidade avançada nunca vão ter um momento destes.
Basicamente ocorre em grandes transições de nível de aprendizado, quando avançamos de um ponto mais sólido precisando atravessar o que parece um imenso vazio até o próximo ponto.
Assim, para quem chegar até ali na jornada é preciso atravessar as trevas maiores relativas àquele nível.
E quando ocorre, a vida da pessoa desaba em todas áreas imagináveis.
Mas isto certamente também tem seus níveis de ocorrência. Repito, pode ocorrer apenas em certos pontos. Alguém pode avançar muitos níveis chegando até bem alto antes de se deparar com isto.
Podemos observar pela Árvore da Vida da Cabala. Seria um exemplo, mas obviamente é apenas um exemplo pois existem vários sistemas para demonstrar as áreas espirituais.



Assim, neste esquema, a cada vez que a pessoa faz a travessia entre uma Sephirot e outra, isto poderá ocorrer. Ou poderá ocorrer apenas num nível mais alto.
Certamente repito, não é algo obrigatório a cada nível, mas poderá ocorrer nalgum momento pelo caminho e será um desafio pessoal a ser enfrentado. A probabilidade de ocorrência certamente é maior a cada degrau atingido.
Certamente para os que estiverem em nível de Adepto e acima a probabilidade é sempre maior quando saírem do nível confortável do aprendizado clássico, que é apenas uma escola que oportuniza irem explorar verdadeiramente o grande e imenso não explicado maior que não consta dos textos sagrados.
Nestes momentos todo seu aprendizado será colocado em questão.
É mais do que um desânimo ou descrédito pelo aprendizado.
Será uma absoluta falta de resultados nas suas práticas em todas áreas. Ou uma insatisfação extrema por tudo indo até considerarem falsos todos resultados que tenham obtido. Daí que muitos neste ponto até abandonam seus caminhos, se convertem para alguma religião tradicional e buscam um ponto sólido novamente e dificilmente vão retornar ao caminho nessa encarnação. Exemplos de nomes muito conhecidos, por exemplo, de magistas já consagrados se convertendo ao cristianismo ortodoxo não faltam.
A pessoa sente a possibilidade do sentimento de fracasso absoluto não importa o que faça.
É perceber que tudo que fez não tem sentido, nenhum estudo ou prática lhe ajuda. A vida da pessoa literalmente desaba espiritualmente e assim, nada mais faz sentido em qualquer área da vida.
Você só vai ter a fé para lhe suportar.
E até sua fé será amplamente questionada por você mesmo.
Conheço praticantes que avançaram vários graus neste esquema da Árvore da Vida até altas iniciações e nunca passaram pela Noite Escura da Alma.
Isso teve algum motivo.
Mas quando e se ocorrer, e aconteceu para todos eles, seja em qual degrau ocorrer, a pessoa vai questionar até a sua fé.
E quanto mais alto a pessoa tenha chegado, maior o sentimento negativo, o desespero por ter trabalhado tanto sem sentido algum pois nada do que fez terá ainda uma justificativa.
E a pessoa percebe que tudo que fez não teve um porquê. Ou que não teve motivo válido.
E daí que que nesta etapa vemos ocorrer o suicídio ou se entregar à loucura como sendo algo comum. Ou pelo menos se render ao fracasso e retornar ao mais comum da vida para degraus menores, adotando outra fé, religião e até mesmo o ateísmo negando tudo. Estes chegaram apenas às portas das trevas e fugiram correndo pulando para trás.
E aí é que vemos tantos já considerados grandes iniciados fazerem mudanças de caminhos, conversões enormes para outras práticas mais confortáveis e tradicionais que apenas lhe levaram muitos passos para trás onde estarão seguros novamente.
É aí que vemos tantos fazerem mudanças abruptas indo para áreas tradicionais, largam tudo e vão para uma igreja, uma religião, algo mais tradicional e onde estarão protegidos novamente.
Isto não quer dizer que tenham fracassado ou sejam covardes. Apenas a prova apresentada lhes mostrou seu limite nesta vida.
Como citei acima, as pessoas terão sua evolução na vida e nem todos conseguirão ir além. Mas o aprendizado que tiveram tentando ir além lhes será útil e se tiverem sabedoria vão reconhecer e admitir isso, o quanto não foram capazes de ir além.
Realmente são provas extremas. Os que tiverem sabedoria para admitir que fracassaram, ainda assim poderão ajudar a muitos se tiverem humildade para ensinar outros até o ponto que chegaram pois certamente já é um enorme trabalho realizado.
A cada vez que ocorrer, a “Grande Noite Escura da Alma” será uma provação final para aquele nível de aprendizado.
É a mais terrível das provações assim como Jesus Cristo no deserto ou Buddha nas provações finais. Mas cada um terá sua própria provação.
Quando isso ocorre é quando o próprio Diabo mundano, que é a soma de todas energias negativas do mundo aparece na sua frente debochando e rindo de você e lhe fazendo suas ofertas para te livrar do sofrimento e você não terá força alguma senão o silêncio.
Nesse momento você não tem mais nada que lhe segure. Apenas sua fé.

Assim...

Tenha fé no seu caminho.
Estude para seus ideais.
Persista.
O aprendizado ocultista e espiritualista não é para todos.
Mas sempre será de aprendizado quando suas intenções forem sinceras.
E sempre vão te levar a melhores momentos.

P+ 
26/06/2019
.'.
Consultas e atividades com Gilberto Strapazon

Consultas e Trabalhos em Magia - Portuguese text


Readings and Magic Works - English text



.'.

segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Sobre Teurgia e Taumaturgia




Aqui uma tradução de um artigo que achei muito interessante, explicando a diferença entre o que é Teurgia e Taumaturgia.
O artigo original é de Tom Waters (Starweaver) e seu blog tem vários artigos muito bons: Theurgy and Thaumaturgy


"Teurgia e Taumaturgia
Teurgia é magia religiosa ou espiritual; taumaturgia é mágica prática. 

Colocando de outra forma, a teurgia é dirigida a mudar o mago, a taumaturgia é direcionada a mudar o mundo.

O teurgo usa a magia para se aproximar do divino, evoluir espiritualmente, elevar-se a níveis mais elevados de consciência. O teurgo pode se concentrar na deidade aspectual, comungar com entidades angélicas, ou destravar as feridas subconscientes e curativas, e formar uma personalidade mais integrada. A "alta magia" do renascimento e da tradição mágica cerimonial oculta está muito neste molde. O obreiro da alta magia estuda o simbolismo religioso e a sabedoria antiga, não para obter recompensas mundanas, mas para aprender a estrutura profunda da criação e, assim, aproximar-se de uma consciência divina.


A Taumaturgia, por outro lado, está mais preocupada com as necessidades e desejos terrenos: riqueza, amor, carreira, saúde e assim por diante. 

A maior parte da "magia popular" é taumatúrgica. O mago não está buscando uma mudança interna de consciência, mas sim efeitos físicos externos. 
Este é o tipo de magia que mais prontamente capta a imaginação popular. Quem não gostaria de lançar um feitiço simples e receber um cheque de $ 1000 no correio no dia seguinte?

Na verdade, a linha entre os dois tipos de magia não é uma linha, mas um continuum de gradações. 


Todo ato de magia muda a relação entre o mago e o mundo, então todo ato de magia tem efeitos internos e externos. De fato, os atos mais fortes de magia parecem afetar o eu e o mundo de maneiras muito poderosas. 

Por estas razões, uma prática mágica deve ser realizada apenas por aqueles que acolhem o crescimento espiritual e a mudança interior. 

Quando a porta entre os mundos interno e externo estiver aberta, haverá um fluxo nas duas direções."


Meus Comentários

Percebemos uma diferença óbvia de abordagens e entendimento. 

Mas é importante observar que ambas áreas vão trazer resultados
O que muda é a maneira que isso é feito, se existe ética e que tipos de princípios pessoais serão observados. 

Na Teurgia, o mago busca evolução espiritual de si mesmo e alcançar a sabedoria. Seu trabalho considera que o que for realizado ocorre por manifestação de uma concordância divina para manifestar o que deseja. Será poderoso de acordo com a vontade de Deus.  Ele pode comandar anjos e demônios, unir e desvincular todas coisas dos elementos, sobre as quais ele pode se elevar através do poder de Deus do qual torna-se um canal para manifestação.  
Teurgia não tem nada a ver com ser alguém "bonzinho". Mas sim de ser capaz de reconhecer em si mesmos os aspectos das várias energias e usá-los com consciência mas entendo sua plenitude e fazendo suas escolhas como necessário. 
"E assim todo homem tem também um espírito maligno, que controla os desejos da carne e desperta as concupiscências do coração; entre esses dois anjos existe uma luta constante pela supremacia, e, qualquer que seja que o homem dê a preferência, ele receberá a vitória; e se o anjo maligno triunfar, então o homem se tornará seu servo; Se o bom anjo for o mais forte, então ele limpará a alma e salvará o homem da destruição. 
Assim, na Teurgia a pessoa também terá o poder para qualquer coisa e isso fará parte de seu trabalho espiritual. Mesmo que o leve para o abismo por causa de suas escolhas. 

Pela Taumaturgia, o mago busca o poder e as práticas são baseadas em alcançar conhecimento de como dominar as forças que vão realizar seus desejos sem outra preocupação. 
Portanto independe até de uma crença espiritual. É o método. 
Conheço magistas de alto nível que são ateus mas seguem uma disciplina muito rígida enquanto consideram seu trabalho com uma prática que pode ser puramente mecânica apesar de manterem uma disciplina pessoal muito rígida ao ponto de serem confundidos com sacerdotes espiritualizados. 

Existe uma enorme diferença entre acumular conhecimento que é apenas informação e realizar sabedoria. 
Sendo de abordagem prática, a Taumaturgia como citado no artigo acima, certamente é tentadora pois independente de outros trabalhos que são de cunho pessoal e espiritual. Daí ser uma linha amplamente explorada e tantas vezes é algo que mais se torna popular.
Para ser claro, na taumaturgia não consta a fé, mas a convicção mental no trabalho realizado que considera as energias como sendo parte do universo mas apenas como partes que podemos unir e lidar como sistemas de energia a serem controlados e de alguma maneira explicáveis até pela ciência tradicional.

Ambas abordagens podem até trazer os mesmos resultados na parte prática.  

Como citado, na teurgia, a pessoa continua sendo tentada por anjos que tem a finalidade de testar a pessoa e vão atender o que for pedido tanto quanto pode ocorrer na Taumaturgia. Na Teurgia isso objetiva fazer a pessoa se aproximar ou se afastar de Deus. Assim, o que for feito "por permissão Divina" pode ser também algo que vá afastar o mago do seu crescimento, porém será sua própria escolha.

E da mesma forma, Taumaturgia não significa ser inescrupuloso ou fazer qualquer coisa sem considerar se é certo ou errado. Apenas é uma opção de como lidar de forma prática com seus objetivos e os mecanismos disponíveis. E aí entra a questão do caráter, da índole pessoal. 

Portanto, ambas abordagens vão oportunizar a realização de atos de magia, de mudar situações e eventos seja para o bem ou para o mal.

Mas certamente são áreas que estarão sempre muito próximas e o equilíbrio terá a ver com as práticas e anseios da pessoa. 
Se esta evolui espiritualmente naturalmente cada vez mais se aproximará da Teurgia.
Por outro lado, se dedicar-se demais à Taumaturgia e assim, apenas ao método que é mecânico, se afastará da parte espiritual.

P+
23/09/2018


.'.

Consultas e Trabalhos em Magia - Portuguese text


Readings and Magic Works - English text


.'.







sexta-feira, 13 de abril de 2018

Another Interesting Review about the Ritual Offerings Book





Another Interesting Review about the Ritual Offerings Book


From times to times people comment with me about the areas I wrote at that book. 
Here I will write about a very nice one I received.


But first, just for some background.

From the presentation of the book in Nephilim Press:

"...Ritual Offerings unites 12 practicing occultists who share their knowledge and experience with this fascinating and important subject..."


Few years ago Aaron Leitch started this great project and someway he found my ideas was suitable to be together with the works of some of the most know people at Western Magick.



The contributors include:
Aaron Leitch: Introduction: Magickal Offerings in Western Occultism
Aaron Leitch: Liber Donariorum: The Book of Offerings
Zadkiel: The Elements of Making Offerings: The Offering as Sacrifice
Bryan Garner (Frater Ashen Chassan): Whispers From a Skull: Lessons in Spiritual Offerings From a Conjured Familiar
Brother Moloch: Ancestors & Offering
Frater Rufus Opus: The Back Yard Path Toward the Summum Bonum
Denise M. Alvarado: Ritual Offerings in New Orleans Voudou
Jason Miller: Severed Head Cakes and Clouds of Dancing Girls: Offerings in Tibetan Buddhism
Nick Farrell: Offerings in Roman Deity Magic
Sam Webster, M.Div., Ph.D., founder OSOGD: Offerings in Iamblichan Theurgy
Chic Cicero and Sandra Tabatha Cicero: Ritual for the Declaration of Maa-Kheru
Gilberto Strapazon: Offerings in Ceremonial Magick and African Traditional Religions



Each one of the others are well known at the occult areas and have a long time of practice and study and are truly skilled in their areas at most top levels.

As people like some information, yes, every one of them have a long time at most known occult orders and magick areas, plus a lot of occult groups nobody even think to exist (I won't cite Illuminati for sure... LOL).
All of them are Masters in their own right, with a formal and solid work, with their own path and working groups too.

So thanks to the internet, I knew and had contact with many of them, learning a lot and sharing knowledge for years, even since some two decades posting at online forums and groups in many countries.

Be sure to have my experience to become part of this work was a true gift for me too.




What I did and why I wrote that material: 

I'm worried with the mixings among many magic and spiritual areas.

I see this every day.

Be sure I did it too and learned a lot for sure. Tears and blood included, no kidding.

I have seen people going after "easy results" or just because not checking sources, to be mixing ATR (African Tradional Religions) with others areas.

First, ATR is a really fantastic area. But is not all. And it's not for all. I fully respect the decent priestes, the nice people who do a very nice work. I just had a lot of time at the darkest and corrupted areas too and that is what many people will find easy due lack of knowledge about the area as few comment how some things works.


And to be clear, what I wrote is very related to "any mixings" among practices, so is not only muxings with ATR.
Repeating: what I wrote apply to any mixing of areas. For example, western pagan fairy magick with Tao or anything else. Be sure something won't work at that.

Each area has a reason to exist and not all times what appears to be alike means to be the same.
 There are lots of works, blogs, websites, books, artcicles at magazines presenting "spells" and dirtorted information that is result of such mixings.


Currently I see this happens with every possible magick and spiritual areas, Grimoires, Pagan, Viking, Tao, Buddhism, Reiki, and even in Evangelic churches!

I'm very serious about some churches and there's lot of funny videos from some evangelic churches where what they are doing is 100% ATR, but people think that was because "Jesus". No way! That's ATR work (or other source) and with results common people are not aware about the troubles to happens later. And some of such priestes are using that sources on purpose, I say, some churches and other groups are doing secret works too to manipulate people. This to say a minimun.


An Example Not So Simple To Deal

A simple result of such mixings is the idea many people will find about "baths". What is easy to find anywhere is the stupid comment to "do not wash" your head with salt or even herbs.
That is always 100% because ATR forbid this to people who are formally initiated. SO this does not apply to all the other people! Please, wash your head when you do such spiritual baths and avoid a lot of future troubles for yourself!
For people at Solomonic areas, just remember the grimories are clear about full bath, including head.
Here's an article on purpose:
Do Thick Salt Bath or Herbal Bath Over Your Head?
This is a very simple example. Just a wrong done bath can make a mess at one's life.
Be sure, 100% of times, no exceptions, including some authors from areas as different as "Reiki" who are speaking to not to wash your head, I always found that everyone has or had more intimate contact with ATR and have no other source to cite. Ok, some are so stupid to say "there was formal studies about..." Guess what? I went after that and found 100% their study sources was ATR and most of them was part of some ATR group too before. Yes, I took time to check such sources always. Dot.
I'm commenting only a minor part of the text for that book, but see how something that appears "so simple" as a herbs or salt can result in troubles? (please, read the above linked text for this)


This was my writing work at that book. For curiosity, the biggest chapter at the book. 
The original material for sure was edited and we needed to cut a lot. From some 70 to +30 pages. And still I have material for near 500 pages.  May be a future work?  


Some Good Results


We already has some very nice reviews about that work and is great to see people get the idea about how to improve their magick works.

The grimoires just cite how to make tools and what prayers to do. Same at many other areas.
Most lack to comment "how to work". And here's another idea for this book. How to improve the methods at any magick area and get more results of that.




A Very Interesting Review


It is always good to hear about how our work has helped people.


This came from someone who contacted me and someway our work helped him.


Here's the review at Amazon: (click for source)


"Great book, helped provide life altering insight


A great and useful book with tons of useful info that, applied correctly, will help move the western magical tradition forward... or perhaps, arguably, backwards... but in a GOOD way... by bringing it back to it's pre-revival/reconstruction roots. Anyways, great book, and in a way unconnected, but equally important, to that last statement, one I credit with saving my life in a spiritual and material way.

Sounds dramatic, but I am quite serious. Basically, I was in an ATR (African Traditional Religion) that had gone in a very bad direction, and really had even before I was initiated into it. The situation, as best as I can see it (with clarity now)is that people entering it would be helped with a few issues... and then, almost imperceptibly, over time, their lives would go down hill... drama, trouble, broken relationships, a lack of prosperity etc etc etc etc etc... but this would happen in a way similar to that concept that a frog being dropped into boiling water will jump out automatically, but one placed in water that is slowly heated to boiling won't know his goose is being cooked until it is too late.

I was almost that frog/goose... but: the quick version is that something nudged me to get this book (and the one I got was the original printing hardback... so it was expensive, especially for me at that moment in time)... and then something nudged me to read, and re-read, and pay extra special attention to one particular entry :
"Offerings in Ceremonial Magick and African Traditional Religions" by Gilberto Strapazon
This particular essay describes, amongst other thins, everything that can go wrong in the ATRs in terms of corrupt priests, spirits that pose as one thing but are actually another, etc etc etc... and the problems that this can bring into the life of those caught up in such a situation.
reading and re-reading this started to wake me up, a little bit, to some of the ways in which I had been conditioned in and by the mess I had got caught up in... and mess is an understatement, as my life had gone to hell in a hand basket. I ended up getting a reading from Gilberto, something that I was also nudged into by some unseen force looking out for me that was doing it's best to communicate with me through all of the negative noise that had taken over my so-called life. The one-two punch of this essay and the reading I purchased from Gilberto further opened my eyes... though it still took a long time for all the info and truth to sink in (It's sad to admit this, but I had been heavily conditioned and brainwashed, via spiritual social means), but it eventually did. I left that house, and have felt a tremendous weight of sorrow, confusion and trouble lifted off of my shoulders.
As such, I am grateful for this book, and particularly the inclusion of that essay, and the book occupies a place of honor high up on my book shelf.

I recommend that anyone getting involved in, or already involved in spiritual work get and read this book, and particularly that essay, it just might save you a lot of trouble."


Wow!

Thanks for that and wish so many people discover more about how we can use offerings without being caught at traps, but to use the better of the magick art to improve their works. 


P+ 
13/04/2018


PS - As usual, sorry for bad english. The funny is people have been able to understand it.


.'.

Consultas e Trabalhos em Magia - Portuguese text


Readings and Magic Works - English text


.'.








quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Changes in the Tarot Readings



Changes in the Tarot Readings

(Portugues: Use o botão Translate no lado esquerdo da tela)

(Edited due other changes.)



Seat and let's me talk for you.

Once I read something like this:
When you are in front of a Master just ask:
- What to do.
Nothing else is necessary.

With time and personal experiences, I observed more and more I just talk what I see.

As I talk what I see also I observed people and their needs and the ways I can work with that.

Not all people are at spiritual paths. Most are just at normal lifes, have a company, or deal with their homework, or are at the school, whatever.

I'm not here to say you must follow a spiritual path.
But I'm sure anything you do, at some time will be your own path and this is a kind of being spiritual too.
Whatever happens, someday any people will find a main energy ruling life. 


So I did some changes in the Tarot readings I do.

As I work for guidance, at any reading I'm looking first who you are, your path and what to do about.

Then I will look for your questions and others life's areas.

But not all people are after all that information about self-knowledge areas in the same way many just want a guidance for their life or companies.

With time, I have commented more and more, so this make difficult to work with, as not all people are after all that material.

For example, when I comment about numerology, I will make more than a map of your life, but add a lot of information about many areas with suggestions and examples for each case and all that inside a Tarot reading.

And the Tarot part, may goes further a lot about questions and aspects related I'm exploring.

The result is too much work so I need to make some adapt to do it better.



Choose what you need


My readings are never limited to how many cards I will be using, as I do a kind of talk with the angels and spirits called to the reading work. 

The Standard Tarot/Oracle reading.  
I comment the oracle parts, so it's more objective and focused on the practical aspects. 
I will be discussing your questions in many spreads as I found needed to get information and present the best sugestions I can.

The  Tarot/Oracle reading commenting Numerology aspects. 
This is also a self-knowledge reading. 
I will first comment your birthday numerology aspects, who you are and how that works as a map to your life. This is a personal study and I strongly suggest you to print it and save for future study. The material I write here are related to all your life and may be re-read and studied in the future years many times. 
And this material I will use if you do another later readings as I will be commenting about from the previous material you received.
The second part is the Tarot readings, plus I will be pointing what aspects of your personal numbers are acting there and why. 
It's become a long size work and unique to each case. 



Wish this for now help people to find better options.


P+
01/08/2017

.'.








quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Do Thick Salt Bath or Herbal Bath Over Your Head?

Photo: Gina Blank - Canada


Do Thick Salt Bath or Herbal Bath Over Your Head?
How to make a big mess just because a bath or an incomplete cleanup.


Portuguese resume: "Banho de Sal Grosso ou ervas pode e deve ser feito incluindo a cabeça. A estória sobre fazer só do pescoço para baixo é só repetição de algo que é para sacerdotes formalmente iniciados em religião africana. Se você não é de alguma religião destas (ou apenas frequenta mas não tem assentamentos de Orishas/Lwas), faça seu banho tranquilo. E depois faça um banho com ervas para fortalecimento das areas desejadas".


Spiritual baths are used at almost all traditions.

To start I took as example the very popular Thick Salt Bath.
Most of this apply to others baths types too.

Such baths have in basic one or more of these purposes, I just made a simple resume, not complete but that give an idea:

Cleaning baths:
  • Remove negative energy.
  • Banish some negative spirits and/or astral larvae.
  • Cleanup part of the negative influences due curses/magical attacks.
  • Neutralize some aspects due diseases.
Protective Baths:
  • To empower your body and soul. 
  • Keep away energies and spirits.  
  • To make strong your barriers.
Empowering baths:
  • Attract positive energy (love, health, wisdom, wealth, etc).
  • Add needed energy aspects. For example, some baths are good for mediumship or dreams.
  • Add protection power to body and soul.
  • Add specific powers like planetary aspects due proper correspondences.
  • Become in tune with some desired energies.
  • Healing.
  • Protection.


There are some similar results while washing your house/office with herbs or smoking with herbs for cleanup or attract desired energies.


For sure I won’t discuss about doing cleanups at large buildings, offices or land areas like farms. There are many other practices proper to such places, that need more power. But even so, the basic are related, so you will have an idea about what is to be done.


What is the Thick Salt Bath? 

What is the Thick Salt Bath? It’s just a cleanup, most for eletronic type energy and low-level spiritual energies including astral larvaes. Start with the idea of the purifying aspects of the salt, plus the simple electronic results it has over any energy.

A salt bath is just a cleanup, not selective, to remove any energy, bad or good.

Such bath is very popular just because it’s used when people feel they are at bad times and need a cleanup of the bad aspects in life.

Many people use to do a sea bath at the New Year celebrations as a cleaning too.


You must get this: a Thick Salt Bath is not a banishing against strong spirits. Such cases need more to be done.


Many of such baths may have a prayer part, most used by formal magicians and people who works at spiritual areas.

By other side, the common, “normal” person just is after a bath to cleanup the bad and they just think about to attract the good energies into their lives.

But the salt only remove and clean, so you need to do a second bath later to attract the good energies.


A classic example used by many ceremonial magick practitioners is the Solomonic Bath, that uses consecrated water and salt, a lot of prayers and sometimes some herbs:
“…Enter the bath once again, recite Psalms 104 and 81 and pour the water over your head several times....”
 from: The Solomonic Bath – Aaron Leith


If you do not have a bathtub, you can use a bucket. 
Yes, this is a water with ice bath, and is a good spiritual bath too!

The problem

Too often I see people cite about doing cleanup baths and add a “warning” to not pour that over your head.
I fully disagree. Who are they? Do your herb or salt bath without fear from head to toes.


Such baths are part of the many ways for a spiritual cleanup, to remove bad energy, banish spirits, protection or to just to attract good energies into your life.

To be clear: as cited above there are baths to remove energies and the same there are baths to get energies.

And to be very clear: having a bath in a clear fall in the mountains, or in a stream, or a rain bath, including your bathtub or shower also have spiritual capabilities for cleanup!


Source: Spiritualjapan


Even a clear water is a cleanup or empowering bath if proper used. To be clear, do a prayer and consecrate the water.
It’s just a bath to make it simple. But with additional effects.
And many of that works near in the same way like doing smoking with herbs.
To repeat, some will banish energies and some will attract energies.
And for sure there are rituals to do since the basic to even more complete cleanups.



Why some people say to not pour the bath over your head?

Most of them does not know the why. They are just repeating like parrots. Someone told, or they read at any magazine, etc.

The most popular source for this idea in the western countries is because a mixing of practices with some from ATR (African Traditional Religions).

The idea presented is because the head is a kind of “property” of some spirits of that religions, the Orishas, Lwas or someone else. Some use a different word, but still the idea is “property”. Some even forbid their members to have a simple bath at the sea! Yes, you can’t swim in the ocean!



If you are not a formal initiated member of such religions that in no ways to forbid washing your head apply for you. Dot.
If anyone even cites some "study" about not washing head, be sure until today 100% of times I went after the original sources and confirmer it was some of such religions. Dot.


Some religion say you can’t eat pork. Others say cow are sacred. Others are vegans and etc.

Each area have their practices.

So keep yours, just respect others the same way they have to respect you. .


If you are a client at some of that areas for sure be respectful, but they also must respect you too. That is their practice, their faith, not yours. You are not forced to enter into a religion if you are just a client.


You have to go after information too. Look for more sources.
For sure I respect the good and serious priestess and priestesses. I'm a Babalorixa at Candomble ("father of saint", just a formal priest), so this is my opinion.
I just had too much bad experiences and knew so much bad corrupt ones to learn and think more what may be or not to be right. And be sure this happened at other areas I work for decades.


Do not act blind! If you do not receive a very clear and decent clear reply from spiritual mentors, or even become threated due asking, get out fast!

"No true spiritual ally, like a true friend in the land of the living, should treat you as a pet. Either they serve you or you're equals. - Gordon Finn” 
from the Ritual Offerings book.


This is something simple and is part of all I wrote about the risk of mixing practices for the Ritual Offerings book. The part I wrote is related to many other magical areas too. There are many ways to opportunists spirits (and the charlatans) get control and feed from your life. 99% of what I wrote most ATR priestess won’t tell you. That’s my practical experience, I went deep in the darkest corrupt areas, I learned under blood and tears. So please remember there are the good ones who are serious and do a good work. I'm just pointing the many traps.

The other problem as told above, are the people who just repeat things like parrots about magick and spirituality. They become victims too, just are working blind in the magic/spiritual because they don't know what's really behind that.

Holly Dip. A sadhu swings his head as he takes bath at Sangam in Allahabad.
Photo: Jagran.com - India


What may happens if you do not bath your head too?

To be simple, the bath will be incomplete and allow opportunists spirits to take you.

This is my opinion and experience for decades in many areas.

Just see how the Chakras, the points of energy in your body have a flow from bottom up the head.
So, if you cut you head out of the bath, for sure the process is incomplete.
The energy flow. Someone see why I can't accept to do not wash your head?


If you don’t bath your head, that important area become opened to any intrusive spirits and energies.
One simple idea to compare is doing unsafe sex. Would you trust if someone you just found, want sex at start without condoms and even get furious if you question that?
Think on risks. Have safe sex and the same way, have safe religion and spiritual practices.


So if you are not a formal initiated member at such religions, and avoid doing a bath over your head because an idea that appears even a threat from an unknown source, guess what kind of spirit will find very easy to find an opened door and take that space? Uhm? The bath will cleanup the entire body, including any guardian for a time, and that space will be taken by any energies waiting safe in the head!

And more important: if you are not a formal initiated and do not wash your head with the baths because fear some spirits, be sure that spirits won't be working to protect you. Forget the parrots talk, all that are incomplete. At any area, the spirits only will start to do some if you start working with them and doing offerings and even worship. At some areas this is the real purpose of tell you to not wash your head. A trap.



Higher spirits won’t destroy your life because a bath.

The higher ones spirits means to be powerful and able to keep some distance while you have a needed care. If some of that cause harm to your life because this, be sure you are not in a good area, so is better to get out and move to a safe place.


And see later the comment bellow about a needed second bath after the cleaning with salt or herbs.

I fully keep my position about anyone who is not an initiated at some religion. They have not to obey to some spirits that have nothing about their lives.The same if you eat pork, or like meat, is not a vegan, etc.


How baths work to make it simple:

If you do a cleanup (to remove energies), the only precaution is to remember if you have some kind of guardians. Just notify them so they will be apart for some time and return as you finished.

This is the same if you wash or smoke your house with herbs. Any spirit, angels, etc. will take distance. So if you have an altar for example, be sure the spirits/angels of the altar will also take a safe distance. Just remember to notify your guardians or altar spirits about the cleaning you will do and after some hours, call them back as commented bellow.

At the drawing I omitted any guardians just to make it more simple.

At the first, is an example of someone with all kind of bad energies, inside and outside.
The second, is what happens if you do not pour the bath over your head. That is simple: any energies at head level, inside and outside can stay there and later, will feed from the fertile area resulting bellow. This is why I used a grass area as example.
The third, is an example for a optimun full bath. In practice this is what is desired. To have a powerfull cleanup and empowerment and get good energy around.

Also, to make it simple, the idea here is doing a cleanup bath followed by an empowerment bath as cited next.





After the bath/cleaning remember to fill the place again

Once you had your bath, or did a house cleanup like smoke, etc., wait some few 3-4 hours so that have the needed effect and follow that with another bath or smoke with herbs to attract good energies.
Prayers are good too.

Get this? If it was a cleaning bath, just wait some 3-4 hours and do another bath, first just clean water to remove the salt and then bath with other herbs to attract the desired good energies.


As the cleaning salt/herbs bath can remove anything, so after you need to fill again the space with good energies.
And if you have guardians, altar spirits, etc., just light a candle, do a proper prayer and offer incense or smoke the place with positive herbs calling them to come back to the place you pointed to them at your house and life.

Note: sometimes after the first bath, when the person is to heavy due bad energies, the body will relax and need to sleep to rest. If this happens, is very Ok so have the needed sleep and then do the following bath.


This is the same basic idea for a general building cleaning. For sure these are other procedures and even stronger rituals to be done by a magician/priest. First banish the undesired spirits, then make a powering rite and invite the protection spirits to care of the place.
About buildings and land areas, for sure there are some extreme cases, where exorcism is needed and some of that can be really hard to deal.  To be sincere, some places are near impossible to cleanup again because is needed to negotiate with the spirits and what they ask may cost a lot, not just money for sure. So only mother nature will do that working for thousand years.


What herbs use later for an empowering bath?

That vary a lot.

Since the generic ones to specific areas, we have a lot of herbs to use and the choice sometimes is related with what area the person need more.

Some very easy to find:

  • Rose petals. For Spiritual and Love power.
  • Bay Laurel. For protection and good to connect with higher levels of spirituality like spiritual mentors.Is good for money  too.
  • Cinammon. Body force, prosperity, money. 
  • Lavender. Peace and calm.
  • Rosemary. Mind focus. 
  • Hyssop. Cleanup physical and spiritual, remove negative energy and is also good for protection. See Psalm 51. You can use Mint in the same way.

You will find many herbs references. The important for the second bath is look for herbs to attract energies, not the cleansing ones. Remember, the idea is to add desired energies.

And repeating, always is good to do a prayer according your faith for your spiritual mentors bless the baths you are doing.


To resume

A spiritual cleanup bath can't be seen as a sin.
There are the cleanups, the protective and the empowering baths.

If you get all this, I’m sure some of you may start to think about some cases when people had did such baths not pouring the water over head and times later had the same or even worse effects as before. For example, some spirits asking for offerings to keep out.
It's easy to find people who started doing simple things and later they had to do more and more other works, too often to solve problems they had not before.
The same for buildings/houses cleanups when people do the banishing and don’t add the needed protection rite after the cleaning.

Remember, an empty body or building or land area is a place to be filled.
So have control over your life and do a decent complete cleanup and follow that with a rite/bath to invite the desired good energy/spirits to care of that.

So just do the complete bath and add an empowering one after for a complete result

Get this? Simple, uhm?

So do your bath from head to toes without fear and later just do another one to get good energy.


A big full thanks:

In memory of  "Uncle Neide Vilain", a famous witch from Florianópiolis, SC, Brazil who teached me a lot at so many areas, including about how using the bath salts. And she is the one responsible to makes me to be a writer.


Additional reading suggestions:


.'.

P+

26/12/2016


sexta-feira, 7 de junho de 2013

Sorte não é Acaso

Good Luck
Artista: Susan Hawkins - Germany



Sorte? Arrrrrggggg!!! Que misturada que fazem entre coincidência de energias e ciências antiquissimas.

Quando faço um estudo de numerologia, tarot, aconselhamento ou seja lá o que for, deixo bem claro que não tem milagre nenhum nisto. De nada adianta fazer um trabalho intenso para um empresa se esta continuar a fazer uma porcaria de produto, tratar mal os funcionários, lidar mal com o público.

De nada adianta eu avisar que a pessoa está pulando no abismo e achando que eu tenho de me atirar junto! Mas vou estar lá na borda para atirar a corda quando ela decidir olhar para cima de novo. Enquanto isto muitos olham quem está lá embaixo e jogam uma pá...

O termo Ciências Ocultas quer dizer apenas que são áreas de estudo discretas, não públicas, e que tem todo um porque e uma mecânica funcional. Mas nada de acaso, pelo contrário. Existem condições para que algo não atinja o resultado, mas na maioria das vezes, muito óbvias como os exemplos que citei. 

O primeiro de tudo, é que se você quer mudar sua vida, VOCÊ mesmo tem que mudar algo na sua vida.

Acha que seu marido/esposa não gosta de você? Pelo você menos se arruma direito ou aprendeu a não fazer da vida do outro um inferno? 

Quer resultados mas não tira a bunda da cadeira?

Citando uma frase muito usada mecanicamente por consultores de empresa: Sorte é preparo + oportunidade. Ou seja: entrar em sintonia com o momento e estar preparado (fazer o seu trabalho) para desfrutar da oportunidade. De que adianta aparecer uma oportunidade de trabalho maravilhosa se você não tem aptidão nenhuma para a tarefa?

Então prepare-se para a sorte. Convide-a para entrar na sua vida.


.'.

P+
07/06/2013

quarta-feira, 9 de maio de 2012

O Caminho das Iniciações

Para o iniciado os símbolos são parte da linguagem de Deus.
A Alquimia é a transmutação do Ser.
Foto: Patrick Joust


Existem várias iniciações. O ingresso, as conquistas, as revelações, os grandes e pequenos graus.

Realmente, ser iniciado é uma consequência. Em hipótese alguma é algo que se recebe para passar a estar nalguma condição.

Pelo contrário. A Iniciação só vem depois de muito trabalho sobre si mesmo.

Muitos grupos famosos até, usam a palavra "iniciação" com o significado de "praticar um ritual", mas isto está incorreto.

Iniciação significa o início de empreender uma jornada.

E ninguém vai para uma jornada sem uma prévia preparação. Mesmo os afoitos que entram em qualquer ônibus que apareça para alguma outra cidade logo precisam pedir para descer na primeira parada porque não tem sequer uma muda de roupa de baixo. Alguns presunçosos se acham no direito de ficar incomodando as demais pessoas do ônibus para pedir as coisas que não tem. Pede um cigarro para um, o lanche do outro, o cobertor de alguém mais e assim vão. Mas todos estes, quando chegam ao destino, chegam pior do que embarcaram, sem nada, sem crédito e nenhum mérito e pior, devendo favor para todos que o suportaram.

Quantos de vocês conhecem estes oportunistas parasitas? São cheios de discursos sobre compartilhar as coisas (dos outros), sobre mil e uma façanhas (dos outros), mas são apenas ratazanas a espera de alguma migalha cair, ou então, roubam o que podem.

Leia também: Aprendizado Ocultista, Magia, etc não deveriam ser grátis?

Para empreender uma jornada é necessário preparar-se. Estudar os assuntos ligados à área. Conhecer seu corpo, sua respiração, como alimentar-se. Preparar-se aprendendo técnicas de massagem, relaxamento, exercícios. Conhecer melhor suas emoções e sua mente.Estar preparado para aprender mais sobre si mesmo e as pessoas que vai encontrar.

Descobrir a meditação e gradualmente chegar num estado mais calmo e silencioso.

Adquirir uma disciplina, ter compromisso consigo e com os demais.

Até que um dia começa a descobrir a fé. Mas não nalguma coisa externa inatingível, mas aquela certeza interior de que somos parte de um todo e, que podemos senti-lo e sermos unificados algum dia.

Antes da iniciação, a pessoa vai ser um curioso, um interessado. Começa a buscar informações.

Alguns se tornam turistas espirituais, vão frequentar todas as palestras, todos os workshops e até, vão ter fotos abraçados com todos seus gurus favoritos, na estante do escritório, como se isto lhes conferisse algum nível mais elevado.

Outros vão tropeçar aqui e ali, talvez fiquem nas primeiras armadilhas internas: O curso é "muito" longe. Aquele lugar tem pessoas que não combinam comigo. Posso fazer isto a qualquer hora, mas não hoje, pois não posso perder aquela liquidação. Seria ótimo se não fosse neste horário. Não tenho roupa para ir...

E claro, os livros. Certamente o estudante vai precisar ler muitos livros. E se for numa área como a Magia Cerimonial, Angélica, Goetia, etc. certamente ler muito, fazer anotações, pesquisar tudo que não esteja claro. É um trabalho individual que não requer instrutor, mas apenas um sincero desejo e persistência para ter a necessária disciplina para galgar os muitos degraus que são parte de sua preparação.

E alguns poucos, vão seguir além da teoria e realmente começar a praticar algum trabalho, um método. Tomar parte de algum grupo mais fixo uma escola de Yoga ou até um centro de meditação. Ou efetivamente começar a realizar rituais sérios em magia com todas suas ferramentas e materiais necessários.

E enquanto fazem isto, também estão trabalhando no mundo. A sua vida pessoal também vai aos poucos sendo influenciada. Vida humana!

É muito fácil largar tudo e enfiar-se num mosteiro nalgum lugar remoto. Lá não tem perigo nenhum, a comida vai estar abençoada com certeza, tem quem cuide dos horários e, principalmente, aqueles perigos todos da civilização não estão lá dentro. Porém, bastam algumas horas depois do regresso para voltarem à mesma vida de antes. Apenas deixaram tudo esperando na porta como se fosse um intervalo e voltam ao que eram.

A preparação para a iniciação é um aprendizado constante. Algumas escolas esotéricas tem níveis, ou degraus, assim como no Karatê por exemplo.

De curioso a interessado. De interessado a neófito. De neófito a aprendiz e assim por diante. Até que um dia a pessoa chega num nível em que possui um pouco de energia pessoa, um pouco mais de clareza, sabe onde está seu centro.

A construção só começa quando as pedras estiverem entalhadas e prontas. O tijolo que sai do forno que lhe queimou as impurezas vai começar sua jornada para construir algo e ser parte de algo maior.

Foto: Amanda Mabel


O trabalho pessoal confere luz e clareza, mais força disciplina que fortalecem nosso centro.

Quando se aproxima a iniciação, a pessoa não tem mais pequenas dúvidas idiotas, nem se perde divagando com coisinhas fúteis. Pelo contrário, as dúvidas e questionamentos são imensos e as coisas fúteis, são maiores ainda (risos). O que importa é o compromisso, a fé, a força interior.
 
A evolução não acontece em saltos. Assim é a iniciação. Ela vai preparando aos poucos.

Até que chega um momento, em que a pessoa está pronta e aí um Mestre lhe entrega as chaves. É uma experiência íntima e que externamente, só pode ser percebida pela energia que libera.

Pessoas que estejam num caminho, podem perceber isto, e estas cerimônias são muito especiais. Os locais aonde são feitas as iniciações mantém uma parte da energia. Por isto os antigos templos e locais de iniciação dos diferentes povos, sempre atraem tantas pessoas, por causa da energia que ali ficou.


Iniciar-se NÃO é receber um diploma. É um início.

E também não é fazer um cursinho qualquer de final de semana e achar que se tornou um super-mestre.

Iniciar-se é encontrar o fruto de uma semeadura feita dia a dia, com força, perseverança, vontade, fé, muita coragem e Amor.

Este fruto será apreciado e suas sementes deverão ser cultivadas e cuidadas. A terra precisará ser lavrada. As ervas daninhas extirpadas. Irrigar, podar se necessário, esperar.

Um dia seus primeiros frutos chegarão. E com cuidado e perseverança, muitos outros frutos virão a cada estação.


P+
15/02/2006

Publicado originalmente no Orkut, na comunidade Sociedades Secretas

.'.

Leia também:

.'.
Consultas e atividades com Gilberto Strapazon

Consultas e Trabalhos em Magia - Portuguese text


Readings and Magic Works - English text


.'.

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Fé só existe quando é voluntária

Fé só existe quando é voluntária.
Foto: huragankatrina
Muitas coisas acontecem porque deixamos.
Ouvimos sem calar nossos pensamentos para avaliar o que está sendo falado.
Quem está falando de quem? Com qual intenção?
Quantas vezes somos enganados simplesmente porque estamos sendo corretos e pensamos que os outros também são.
Esquecemos que sorrisos as vezes servem para desviar nossa atenção de olhos que demonstram astúcia, inveja, ganância.
Queremos resultados, mudanças, e muitas vezes não percebemos que as pessoas simplesmente repetem as nossas próprias palavras. Acabamos crendo naqueles que repetem o que nós mesmos dissemos antes.
Concordamos com reclamações de quem passa o tempo criticando os que estão de pé, trabalhando.
Deixamos de nos perguntar como é que alguém "de repente" aparece com uma habilidade nova, e palavras que não fazem parte de sua formação, mas que sucumbe a qualquer pergunta mínima.
Deixamos nos confundir com a lábia que vem de revistinhas populares e livros escritos sabe-se lá por quem, vendidos baratinho como a qualidade do seu conteúdo.
Deixamos de perceber quem está ao redor, ignoramos sinais, avisos.
Somos nós mesmos quem permitimos boa parte das vezes, as perdas que sofremos. Muitas vezes, os problemas serão criados contra nós, justamente por quem logo ali adiante, estará oferecendo "muito amigavelmente" uma solução. E forma-se um ciclo de bem-estar e mal-estar.
As coisas andam um tempo, depois repentinamente, apesar do ciclo natural das estações e das colheitas, algo acontece e regredimos.
Só permanece a nossa desorientação, procurando lá fora, uma resposta, quando muitas vezes, ela está bem perto de nós, sentada a espreita, ao nosso lado.
É preciso buscar o aprendizado, ampliar nossa consciência.
E isto começa perguntando a nós mesmos:
-Quem está falando?
-De quem está falando?
-Por que está falando?
Osho nos dizia para sempre questionar. Começando por ele.
Só uma pessoa cega e tola aceita as coisas sem questionamento. Não se trata de simplesmente negar, mas de ponderar, avaliar se isto tem coração, se é algo novo e positivo em nossa vida.
A fé, não é cega. Não é aceitar qualquer coisa cegamente. Isto seria burrice. Confiança vem da certeza do questionamento. Questionar apenas sem chegar a uma conclusão é estupidez. A confiança vem da percepção muito clara das coisas.
Fé não é abaixar-se para quem só tem gritos e calúnias como argumentos.
A fé é a certeza nalgo maior. Que inclusive, por ser verdadeira, se permite ser questionada.
A fé, não é escravidão.
A fé é voluntária e nunca precisa ser convocada e não precisa provar nada para ninguém.


Gilberto Strapazon (Prabuddha)
.'.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...